Tecnologia para pessoas com incapacidade: uma forma de inclusão na sociedade

tecnologia-discapacidad

Tecnologia para pessoas com incapacidade: uma forma de inclusão na sociedade

Grupo PSN
Grupo PSN

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As Nações Unidas consideram as pessoas com deficiência como a “maior minoria do mundo”. Cerca de 10% da população mundial, ou seja, 650 milhões de pessoas, vivem com uma deficiência. Vítimas, em muitos casos, de descriminação, a ignorância é, em grande parte, a responsável. Um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) é precisamente “não deixar ninguém para trás”, pois se removermos as barreiras, as pessoas com deficiência podem participar ativa e produtivamente na vida social e económica. E, para tornar essa integração efetiva, as novas tecnologias estão do seu lado.

Apenas referente a deficiências ou incapacidades visuais, a Organização Mundial de Saúde estima que existem cerca de 285 milhões de pessoas com problemas de visão em todo o mundo: 39 milhões são cegas e 246 milhões têm visão reduzida. Em Portugal, o Instituto Nacional de Estatística, e com base nos censos de 2011, avança que existiam cerca de 920 mil pessoas com dificuldades de visão.

Embora a realidade possa ser muito diferente para pessoas com deficiência que residem em países em desenvolvimento, nos países desenvolvidos, a tecnologia desempenha um papel fundamental na melhoria da qualidade de vida e da integração na sociedade destas pessoas.

5 benefícios que as tecnologias trazem à vida das pessoas com deficiência

  1. Talvez não se aperceba, mas o nosso dia a dia está repleto de obstáculos e impedimentos para as pessoas com algum tipo de deficiência ou incapacidade. As TIC aumentam a sua autonomia pessoal para resolver estes problemas e reduzem o seu nível de dependência.
  1. Ao serem menos dependentes e capazes de cuidar mais de si mesmos, a sua autoestima também é afetada.
  1. O universo da Internet permite, sem dúvida, aproximar as pessoas de certas comunidades ou grupos. Graças às redes, podem comunicar e partilhar com outras pessoas com deficiência que se encontram na mesma situação.
  1. Maior acesso ao mercado de trabalho: graças às novas tecnologias.
  1. Tudo aponta para um futuro mais confortável para as pessoas com deficiência, graças à tendência de inteligência artificial nos lares.

TIC em Portugal

Em Portugal, foram criados Centros de Competência TIC, cujo objetivo é apoiar as escolas para a integração curricular das TIC, de forma a desenvolver as competências digitais na educação. Estes centros são o resultado de protocolos estabelecidos entre o Ministério da Educação e as instituições de ensino superior e visam ajudar pais e educadores a prepararem-se para responder às necessidades especiais de cada pessoa.

Uso das novas tecnologias por pessoas com deficiência

Mas existem já algumas tecnologias disponíveis que podem ser utilizadas. Por exemplo, as pessoas com deficiência visual fazem uso dos assistente de voz (Siri, Cortana, Google Home, etc.) que permitem enviar mensagens, fazer chamadas, saber o tempo ou as notícias do dia, etc. O Petralex é um recurso tecnológico utilizado por pessoas com deficiência auditiva, enquanto o Accessibilite PMR é uma aplicação que indica locais de lazer ou turismo inclusivo para pessoas com deficiências físicas.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Deixar uma resposta

Gostaríamos de conhecer a sua opinião, mas alertamos que os comentários são moderados e não aparecem imediatamente na página, quando são enviados.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

*

X

Uso de Cookies

Este site utiliza cookies para facilitar e melhorar a sua navegação. Pode configurar o navegador para recusar os cookies. Se continuar a navegar consideramos que consente a sua utilização. Se pretende saber mais sobre os cookies utilizados. Pode consultar a nossa Política de Cookies.