Programas de voluntariado depois da reforma

Programas de voluntariado depois da reforma

Grupo PSN
Grupo PSN

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Quem disse que depois da reforma não há nada para fazer, ou que os reformados limitam-se apenas a passear, porque não sabem como ocupar o tempo? Existem inúmeros mitos em relação à ocupação do tempo durante a reforma. Uma das hipóteses mais comuns para ocupar este tempo é a realização de voluntariado e, desta forma, contribuir para uma causa de solidariedade. Faltam-lhe informações sobre esta prática? Neste texto, vamos tentar oferecer-lhe os melhores conselhos para que possa tornar-se um voluntário durante a reforma.

Realizar voluntariado durante a reforma, ao contrário do que acontece quando trabalha, permite-lhe adaptar de forma mais flexível o tempo que dedica totalmente àquilo de que gosta, uma vez que existe maior disponibilidade horária. Podemos encontrar várias razões para fazer voluntariado e que, por norma, refletem-se sempre nos mesmos sentimentos de satisfação e de realização pessoal pelo facto de contribuir para uma boa causa de forma altruísta. Antes de optar por um voluntariado que acha que pode completar mais a sua vida, fique a saber que existem diferentes tipos de voluntariado que pode fazer durante a reforma.

Tipos de voluntariado

Antes de entrar nos detalhes dos voluntariados disponíveis desde o primeiro momento da reforma, é importante fazer uma distinção entre os dois principais tipos de voluntariado: o presencial e o virtual ou via on-line. Naturalmente, o tipo de voluntariado que interessa às pessoas reformadas é o presencial, uma vez que estas não precisam de realizá-lo à distância por falta de disponibilidade.

Dentro do voluntariado presencial, encontramos diversos tipos de voluntariado, entre os quais destacamos:

  • Voluntariado de ação social: envolve ações sem fins lucrativos que beneficiam grupos de pessoas com incapacidades e/ou em risco de exclusão social. Como na maioria dos voluntariados, não é necessário ter experiência nem ser um profissional especializado na área para apoiar e colaborar com pessoas dependentes, que carecem de ajuda e atenção, ou com aquelas que precisam de ajudas externas para defender os seus direitos e fomentar a sua reinserção social.
  • Voluntariado de assistência ao desenvolvimento: este tipo de voluntariado só acontece em lugares internacionais que carecem de desenvolvimento económico, político, educacional e sociocultural. Quer seja para construir ou pintar lugares e escolas, contribuir para a educação de crianças e de adultos, organizar campanhas de sensibilização e de civismo, emprego… nestes lugares, os voluntários representam um recurso imprescindível para o desenvolvimento de países de terceiro mundo e para a erradicação de problemas graves, como a pobreza e o analfabetismo.
  • Voluntariado ambiental: estamos perante uma situação de emergência climática global, em que reduzir o impacto ambiental é essencial para preservar o planeta. É por isso que a natureza e o meio ambiente também requerem que haja cooperação e ajuda humana, para proteger e conservar este ambiente importante e denunciar as atitudes que o prejudicam, como é o caso da organização WWF e da ANP.

O que posso fazer para ser voluntário?

Talvez tenha chegado a este ponto mais esclarecido em relação aos diferentes tipos de voluntariados que existem e qual deles pode interessar-lhe mais para realizar no momento da reforma; no entanto, ainda não sabe o que deve fazer para se tornar voluntário. Por isso, existem várias organizações que oferecem, de forma simples, oportunidades de voluntariado que se destinam a adultos com mais de 50 anos e a reformados que pretendem desenvolver ações de solidariedade. Estas são algumas opções que sugerimos e que podem interessar-lhe:

  • Volunteering Solutions: Também conhecido como “VolSol”, esta organização oferece, desde 2006, voluntariados no exterior e permite escolher uma de entre as mais de 150 opções, consoante o tipo de voluntariado pretendido: assistência infantil, assistência médica e de saúde, desenvolvimento comunitário… bem como o destino do voluntariado e a duração.
  • Ser Mais Valia: Com 47 missões realizadas nas áreas da Educação, Saúde, Capacitação de Formadores, entre outras, esta associação de voluntários tem como missão a partilha de conhecimentos, de competências e de experiências profissionais através da cooperação e do desenvolvimento em projetos que visam a promoção e o desenvolvimento de indivíduos e comunidades.

Procura um voluntariado local? Nem todas as ações voluntárias decorrem fora do seu país ou fora da sua cidade, por isso pode sempre optar por voluntariar perto da sua área de residência. Para isso, deve procurar ações locais e/ou instituições de voluntariado que façam parte da sua zona de residência, para tomar conhecimento de ações de solidariedade e de voluntariado disponíveis. Por exemplo, no caso de Portugal e a nível mundial, um dos movimentos mais conhecidos e que conta com maior número de atividades é a Cruz Vermelha. E, claro, em caso de dúvidas, pergunte! Lembre-se de que é melhor perder o seu tempo a esclarecer as suas questões do que parar de ajudar os outros.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Deixar uma resposta

Gostaríamos de conhecer a sua opinião, mas alertamos que os comentários são moderados e não aparecem imediatamente na página, quando são enviados.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

*

X

Uso de Cookies

Este site utiliza cookies para facilitar e melhorar a sua navegação. Pode configurar o navegador para recusar os cookies. Se continuar a navegar consideramos que consente a sua utilização. Se pretende saber mais sobre os cookies utilizados. Pode consultar a nossa Política de Cookies.