Como escolher uma creche adequada para os seus filhos?

Como escolher uma creche adequada para os seus filhos?

Grupo PSN
Grupo PSN

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Hoje em dia todos concordam que a idade dos 0-3 anos é vital para o desenvolvimento integral das crianças, por isso, a escola ajuda-os a aprender, através de várias brincadeiras e também a descobrir as suas habilidades e desejos, sendo assim cumpridas as suas necessidades básicas de higiene, descanso e alimentação. O mais importante é escolher uma creche que responda a todos os requisitos. E quais são estes?

Uma creche oferece um serviço educacional abrangente e funciona de maneira organizacional, assim como outras escolas de nível superior. É obrigatório que a escola esteja legalizada e autorizada, como sendo uma creche, e com um número de identificação registado. Além disso, deve cumprir os requisitos correspondentes, tais como os índices máximos, a adaptação do perfil dos profissionais, assim como o controlo de espaços e materiais. Tudo isto é garantido através de inspeções periódicas obrigatórias.

Além destas obrigações, cada escola tem as suas características específicas que vão ajudar os pais a decidir qual a melhor. A rede da PSN Bicos em Espanha (Corunha, Pontevedra e Salamanca) pode orgulhar-se do seu projeto educativo, constantemente a ser atualizado, das suas instalações extensas e seguras, de uma educação trilingue e da sua própria cozinha, entre outros aspetos. Mas o que faz realmente a diferença é a equipa de profissionais. “Trabalhamos em equipa e de maneira coordenada. O nosso segredo é viver intensamente a nossa profissão. Acreditamos firmemente que estamos a fazer algo grandioso, respeitamos cada criança e acompanhamo-la na experimentação e descoberta do mundo. As crianças aprendem e desfrutam ao mesmo tempo. Somos muito ativos, temos sentido de humor e amamos formar e conversar com as famílias. Com uma boa equipa qualquer meta é alcançável “, afirma Carolina Posada, diretora da PSN Pontevedra.

Para Carolina é importante inovar todos os dias, criar experiências para ajudar as crianças a descobrir o que mais gostam de fazer, ou seja, o seu talento. “O que deveria ser tido em conta durante o resto da etapa escolar. Não se trata só ensinar, é também educar o seu pensamento, fazer com que a criança se questione sobre as coisas e tenha um pensamento crítico”. Por outro lado, e sendo imprescindível ter rotinas, é necessário também sair delas. “Temos de ser flexíveis e estar abertos a tudo. O que terá impacto sobre as crianças para que sejam mais flexíveis e estejam dispostas a enfrentar novos desafios.”

 

Respeitar o período de adaptação

Uma vez selecionada a escola adequada, surge aquele que é chamado período de adaptação. “No projeto PSN Bicos fazemos com que o período de adaptação comece a partir de casa. Numa reunião prévia com as famílias orientamo-los sobre como devem ir inserindo o tema, damos algumas indicações para facilitar o processo e como devem ser as suas atitudes com os mais pequenos”. O ideal é ir cumprindo este processo a pouco a pouco. “Nós respeitamos as necessidades de cada criança. Existem algumas que rapidamente estreitam laços com os seus professores e colegas, mas existem outros que têm mais dificuldade. No período de adaptação é muito importante a afetividade e o carinho”.

No que diz respeito às famílias, estas formam uma parte ativa das escolas “Para além de entrarem livremente para deixar e ir buscar os mais pequenos, incentivamos a sua participação em excursões, nas leituras de histórias, quando falamos nas profissões, nos workshops para famílias e também fomentamos o contacto com os professores e delegados de turma.

Para transformar a escola num espaço ótimo para a vida de uma criança, a creche tem de estar muito próxima da família e fomentar a colaboração.” Outra particularidade do Projeto PSN Bicos é que não encerra durante o ano. “Celebramos todas as festas: fazemos a vindima, festejamos o Halloween, o Natal, o Dia da Tolerância e da Paz, o Dia dos Animais, o Dia da Felicidade … Para além de que os workshops ou acampamentos extraescolares também podem incluir os irmãos mais velhos dos alunos desde que tenham até 8 anos. O que é algo muito valorizado pela famílias”.

 

As dificuldades visíveis nas primeiras etapas

No que respeita à forma como as escolas ajudam as crianças com dificuldades diagnosticadas, a diretora da PSN de Pontevedra destaca que “colaboramos assiduamente com gabinetes que nos aconselham.” Para além disso, é nesta primeira etapa que “podemos ter consciência de algumas dificuldades nas crianças e informamos as famílias”. “A individualização na educação, é prioridade máxima e as características próprias de cada individuo são tão distintas e tão diferentes que confirmam o que chamamos de diversidade.
No projeto Bicos acreditamos firmemente na diversidade e defendemos a inclusão mais do que a integração, por isso, as nossas portas estão sempre abertas. Temos nas nossas mãos o seu futuro e acreditamos firmemente no nosso papel dentro da sociedade, por isso, fomentamos tanto a educação em valores (respeito e tolerância, igualdade de género, respeito pelo meio ambiente, pelo animais, solidariedade e hábitos saudáveis…). Nós identificamo-nos com a frase “Todos se preocupam em deixar um planeta melhor aos nossos filhos. Porque é que não tentamos deixar melhores filhos ao planeta? O nosso trabalho procura consegui-lo.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Deixar uma resposta

Gostaríamos de conhecer a sua opinião, mas alertamos que os comentários são moderados e não aparecem imediatamente na página, quando são enviados.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

*

X

Uso de Cookies

Este site utiliza cookies para facilitar e melhorar a sua navegação. Pode configurar o navegador para recusar os cookies. Se continuar a navegar consideramos que consente a sua utilização. Se pretende saber mais sobre os cookies utilizados. Pode consultar a nossa Política de Cookies.