Como contribuir para o desenvolvimento sustentável durante o Natal

Como contribuir para o desenvolvimento sustentável durante o Natal

Grupo PSN
Grupo PSN

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Alterações climáticas, emergência climática ou justiça climática são algumas das expressões mais populares dos últimos 15 dias. Isto demonstra que estamos cada vez mais conscientes da necessidade de sustentabilidade nas nossas decisões diárias. Isso implica que, não só os governos devem tomar medidas, como também a sociedade civil, em todas as épocas do ano.

A Conferência do Clima reuniu mais de 70 países para alcançar um “pacto verde”. As decisões tomadas nas mesas de negociações e nas salas de reuniões vão ser fundamentais para um futuro sustentável, sobretudo para a aplicação do Acordo de Paris, a partir de 2020. São medidas ambiciosas para enfrentar uma emergência climática, mas também muito necessárias.  

Além da Conferência e dos governos, a população em geral está cada vez mais consciente da necessidade de cuidar do ambiente. Liderados pelos mais jovens e pelas suas manifestações #FridaysForFuture, a sociedade caracteriza-se por estar mais comprometida com os aspetos ecológicos. Reutilizar, reciclar ou evitar o plástico são algumas das medidas clássicas para reduzir a nossa pegada ambiental.

O certo é que, segundo diferentes estudos, os portugueses têm uma maior consciência ecológica. Segundo o 3º Estudo do Observatório do Consumo Consciente, os portugueses estão mais preocupados com o ambiente (69%, com uma subida de 2 p.p.). E, 84% dos portugueses fazem reciclagem de resíduos, apontando a preservação do ambiente como o que mais os motiva (97%). Para atingir este último objetivo, há um conjunto de medidas que pode implementar para reduzir o consumo de água, conselhos específicos para poupar energia no verão ou gastar menos energia para se aquecer no inverno.

É possível ser sustentável em épocas como o Natal?

Movidos pelo consumismo, pelos presentes, pelos exageros com refeições abundantes, e mesmo com o aumento da fatura com as luzes e decorações natalícias, acontece muitas vezes que, durante estas datas, ficamos mais flexíveis em relação ao nosso compromisso com o ambiente e, consequentemente, com a nossa preocupação com a poupança. Como controlar a nossa pegada ecológica com tantas compras e exageros? Oferecemos-lhe as melhores ideias para celebrar o Natal de forma responsável, cuidando do planeta.

  1. Para evitar esbanjar no consumismo dos presentes, planifique e elabore um orçamento para as compras. Procure não se desviar.

Aposte no comércio justo. Enfrente as grandes marcas e cadeias realizando as suas compras em lojas de bairro e contribuirá para o desenvolvimento social e económico.

  1. Porque não optar por reutilizar? Por um lado, pode optar por reutilizar a roupa para evitar compras desnecessárias, mas também reutilizar a decoração natalícia como a árvore, o presépio, etc.
  2. Época de humanismo e solidariedade. Há quanto tempo é que fez um último gesto solidário? Termine e comece o ano com boa vontade e recorde que também pode ser solidário no seu dia a dia com pequenos detalhes.
  3. Evite o plástico sempre que possível. Trata-se de uma medida que devemos implementar todos os dias, mas no Natal é altamente necessária. Por exemplo, se vai fazer as compras de Natal leve o seu próprio saco de tecido. Além disso, ponha a reluzir a suas melhores louças e fuja das toalhas, copos ou pratos de plástico.
  4. Em relação à comida, se cozinhar em casa é recomendável optar por quantidades moderadas, ajustar a quantidade ao número de convidados e guardar ou congelar as sobras.

Gastos de Janeiro? Não tenha medo, já que a sustentabilidade vai ajudá-lo a poupar depois das festas natalícias. Algumas ideias: transporte partilhado, regular mais o aquecimento e ajustar o orçamento às compras.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Deixar uma resposta

Gostaríamos de conhecer a sua opinião, mas alertamos que os comentários são moderados e não aparecem imediatamente na página, quando são enviados.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

*

X

Uso de Cookies

Este site utiliza cookies para facilitar e melhorar a sua navegação. Pode configurar o navegador para recusar os cookies. Se continuar a navegar consideramos que consente a sua utilização. Se pretende saber mais sobre os cookies utilizados. Pode consultar a nossa Política de Cookies.