Bitcoin e outras criptomoedas, é seguro investir nelas?

Bitcoin e outras criptomoedas, é seguro investir nelas?

Grupo PSN
Grupo PSN

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A tecnologia e a transformação digital têm avançado rapidamente, e tanto empresas, como diferentes agentes têm exercido a sua posição estratégica em relação à digitalização. Como já referimos em textos anteriores, a tecnologia Blockchain ou “cadeia de blocos” é uma rede tecnológica que funciona como uma base de dados segura e inviolável, que descentraliza as ações e as transações efetuadas online. Em relação a esta tecnologia, existem as criptomoedas, como a Bitcoin, mas será que sabemos realmente como funcionam? É seguro investir nelas?

Uma criptomoeda pode ser definida como uma moeda ou uma moeda digital, criada para realizar transações e trocas virtuais. A valorização destas moedas pode variar de acordo com a sua popularidade e a sua procura. Por exemplo, até à data de setembro de 2019, a Bitcoin equivale a 7 612,64 euros. A Bitcoin é a criptomoeda mais conhecida entre a população, principalmente porque representa o nascimento das criptomoedas em 2009, com o objetivo de se realizarem compras online. No entanto, esta não é a única criptomoeda disponível, pois existem mais de 2 500 moedas virtuais, entre as quais se destacam, além da Bitcoin, a Ethereum, o Ripple e a Litecoin.

Atualmente, as moedas digitais têm uma certa atração económica, devido à possibilidade de investimento na procura da sua revalorização. Ainda assim, devemos fazer uma comparação entre as vantagens e as desvantagens do investimento e, desta forma, verificar se é seguro e quais os potenciais riscos. É verdade que as criptomoedas têm características que podem ser consideradas vantajosas para alguns investidores, como por exemplo, o facto de não existirem intermediários ou comissões que podem afetar o preço final de uma compra ou venda online, ou a garantia do anonimato e da confidencialidade nas transações. No entanto, podemos categorizar o investimento em criptomoedas como uma ação própria de investidores de risco e pouco conservadores. De facto, devido ao elevado grau de volatilidade que as criptomoedas apresentam, uma vez que tendem a ter grandes aumentos e descidas na valorização, é importante que se tenha um perfil de especulação especializado para suportar o risco de investimento. Além disso, existem algumas dúvidas, devido à possibilidade de serem realizadas ações ilegais e transações e comportamentos ilícitos.

Hoje em dia, a criptomoeda ainda não atingiu as suas expectativas de procura e, por isso, investir em criptomoedas pode ser arriscado, uma vez que a sua valorização também vai depender disso. Se o seu perfil de investidor não é exatamente de risco, então deverá esperar, pelo menos, até que seja estabelecida uma regulação consensual sobre criptomoedas em todos os países, ou que seja criada algum tipo de instituição que apoie o investimento. É por isso que lhe recomendamos, no caso de querer investir, outras opções mais seguras e lhe apresentamos os erros que pode evitar, sempre que conheçamos o nosso perfil de investidor e desde que possamos contar com a orientação de profissionais. Na PSN, dispomos de diferentes soluções e de consultoria personalizada, de forma a satisfazer as ambições dos investidores.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Deixar uma resposta

Gostaríamos de conhecer a sua opinião, mas alertamos que os comentários são moderados e não aparecem imediatamente na página, quando são enviados.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

*

X

Uso de Cookies

Este site utiliza cookies para facilitar e melhorar a sua navegação. Pode configurar o navegador para recusar os cookies. Se continuar a navegar consideramos que consente a sua utilização. Se pretende saber mais sobre os cookies utilizados. Pode consultar a nossa Política de Cookies.