As FinTech de 2017… e as que vão dar que falar em 2018

Mejores compañías FIntech

As FinTech de 2017… e as que vão dar que falar em 2018

Grupo PSN
Grupo PSN

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nos últimos anos todos os setores experimentaram uma espécie de “febre do ouro” em relação à tão valiosa e desejada Transformação Digital. Muitos encontraram o prémio esperado, enquanto outros ficaram para trás, na terra de ninguém.

Como não poderia deixar de ser, o setor financeiro também esteve envolvido nesta corrida contra o tempo para obter o melhor da Tecnologia, de modo a adaptar-se aos novos tempos e oferecer produtos inovadores para uma nova geração de consumidores. A uma nova era de empresas financeiras, intimamente ligadas à tecnologia, atribuiu-se a designação de FinTech.

Quais foram as melhores de 2017? E o que esperar de 2018?

O mercado das FinTech em 2018

Se falamos sobre FinTech em Portugal é inevitável mencionar a LOQR, uma empresa que desenvolve sistemas complexos de autenticação e controlo de acessos e que tem estado a desenvolver um projeto piloto com o banco BIG.

Num artigo sobre “As start-ups que vão brilhar em 2018”, o jornal de economia online ECO destaca ainda novas empresas como a Utrust e a Switch Payments, ambas com projetos inovadores na área dos sistemas de pagamento eletrónico.

O ano passado foi um ano muito produtivo, com quase 200 startups relacionadas com o setor financeiro a surgir em Portugal – incluindo as chamadas InsurTech, empresas igualmente associadas ao Universo financeiro mas derivadas para o setor dos seguros; e 2018 promete um crescimento e um dinamismo ainda maior. O próprio Secretário de Estado Adjunto e das Finanças, Mourinho Félix, defende que “Portugal tem de entender as FinTech como uma oportunidade” e que “o setor bancário deve também tirar partido desse espírito de inovação”.

2018, um ano cheio de oportunidades para as FinTech

Embora, até hoje, estas empresas estejam a desbravar novos terrenos, as oportunidades para 2018 são imensas e o crescimento do setor deverá ser ainda maior. A concorrência é de tal forma elevada e o setor está numa fase tal de definição, que se torna ainda complicado fazer apostas seguras: muitas startups ficam pelo caminho.

No entanto, o BBVA decidiu escolher duas empresas FinTech internacionais, que estarão em destaque este ano que acaba de começar e que poderão servir de mote para o novo paradigma das financeiras que se avizinha: Ant Financial e JD Finance.

  • Ant Financial é uma plataforma de pagamento, propriedade do gigante asiático de comércio eletrónico Alibaba. O seu valor mais importante reside na utilização de tecnologia de Inteligência Artificial para oferecer serviços financeiros personalizados.
  • Em segundo lugar está a JD Finance, precisamente outra empresa chinesa nascida no Universo do comércio eletrónico, normalmente designada por JD.com (e desconhecida pela esmagadora maioria dos consumidores portugueses). O potencial da JD Finance baseia-se na criação de uma “nuvem financeira” que permite que bancos e instituições financeiras acedam a todos os tipos de dados que podem ser usados mais tarde para melhorar os seus negócios.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Deixar uma resposta

Gostaríamos de conhecer a sua opinião, mas alertamos que os comentários são moderados e não aparecem imediatamente na página, quando são enviados.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

*

X

Uso de Cookies

Este site utiliza cookies para facilitar e melhorar a sua navegação. Pode configurar o navegador para recusar os cookies. Se continuar a navegar consideramos que consente a sua utilização. Se pretende saber mais sobre os cookies utilizados. Pode consultar a nossa Política de Cookies.