Aquilo que não sabe sobre os ‘vapers’, os cigarros eletrónicos

Aquilo que não sabe sobre os ‘vapers’, os cigarros eletrónicos

Grupo PSN
Grupo PSN

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Podemos encontrá-los na rua, em anúncios e até mesmo em espaços públicos fechados. Os cigarros eletrónicos, também conhecidos como vapers, têm ganhado grande popularidade entre fumadores e ex-fumadores, devido à falsa tendência de se acreditar que esta é uma alternativa menos prejudicial aos cigarros tradicionais. Esta ideia deve-se a um anúncio que começou a vender vapers como sendo uma alternativa mais eficaz para deixar de fumar. No entanto, estas afirmações estão muito longe da realidade, e é por isso que especialistas, médicos e autoridades de saúde e governamentais têm começado a tomar medidas preventivas e informativas sobre os efeitos destes cigarros. E você, será que sabe realmente tudo sobre vapers?

Os cigarros eletrónicos são dispositivos constituídos por uma bateria, através da qual são carregados (daí terem recebido essa designação) e por um recipiente denominado de vaporizador, que contém o líquido que, posteriormente, vai ser transformado em vapor. É exactamente pelo facto de sugar vapor, juntamente com o sabor que oferece, que esta é a principal tática usada pelas empresas de tabaco e pelas empresas responsáveis por comercializar estes aparelhos, vendendo-os como sendo uma alternativa saudável ao fumo do tabaco. Embora seja verdade que o cigarro de combustão expõe os fumadores a uma quantidade maior de toxinas, os vapeadores também dão origem a uma série de consequências negativas para a saúde.

Segundo estudos, fumar cigarros eletrónicos “pode aumentar exponencialmente o risco de ataque cardíaco ou de AVC” – e os sabores de mentol e canela podem ser os mais prejudiciais. Além disso, alguns investigadores indicam que a utilização regular de cigarros eletrónicos que usam vapor de água tem um impacto no funcionamento do sistema cardiovascular.

Outra característica dos cigarros eletrónicos semelhante às do tabaco tradicional está na nicotina. Longe de ser uma alternativa ou uma forma saudável de deixar de fumar, estes produtos também contêm esta substância que, não só gera dependência e provoca uma estimulação ou depressão, consoante a intensidade e a frequência com que é inalada, como pode ainda prejudicar os vasos sanguíneos, o sistema hormonal e o metabolismo.

Como podemos verificar, os vapers não são uma alternativa menos prejudicial aos cigarros tradicionais, nem são indicados para deixar de fumar. Pelo contrário, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), estes aparelhos são uma ameaça atual e real. Além disso, o cheiro do vapor pode criar uma predisposição para a utilização destes aparelhos e, consequentemente, levar ao consumo de tabaco. E, sendo que qualquer forma de fumar é prejudicial para a nossa saúde, no nosso blog Em Confiança, incentivamos a deixar este hábito e a desfrutar de vários benefícios para a sua saúde e economia.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Deixar uma resposta

Gostaríamos de conhecer a sua opinião, mas alertamos que os comentários são moderados e não aparecem imediatamente na página, quando são enviados.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

*

X

Uso de Cookies

Este site utiliza cookies para facilitar e melhorar a sua navegação. Pode configurar o navegador para recusar os cookies. Se continuar a navegar consideramos que consente a sua utilização. Se pretende saber mais sobre os cookies utilizados. Pode consultar a nossa Política de Cookies.